Entenda o que é Social Selling e como aplicá-lo na sua empresa - Agência Converse

Entenda o que é Social Selling e como aplicá-lo na sua empresa

Que bom que você se interessou em saber o que é Social Selling. Assim como você acessou este conteúdo, grande parte do seu público está navegando nas redes interessado em informações especificas e relacionadas ao seu produto ou serviço.

Quer saber como atraí-lo e engajá-lo com sua marca, obtendo um excelente ROI? Basta continuar com a leitura. Relacionamos os pontos-chave para você entender a estratégia em uma leitura rápida.

O que é Social Selling?

O Social Selling está entre os conceitos mais fáceis de definir. Ele costuma ser resumido como o uso das redes sociais para criar e manter relacionamentos com seu público. Simples, não? Contudo, aplicá-lo de forma eficiente exige entender o contexto em que essas relações ocorrem.

Quanto mais nos dedicamos a compreender o comportamento do nosso cliente, a sua jornada de compra, seus problemas e preferências, maior será o resultado da aplicação dessa estratégia.

Além disso, não basta usarmos as redes para fazer publicações aleatórias e eventuais para conseguir resultado. É preciso se especializar na gestão desse relacionamento, usar as melhores ferramentas, criar o conteúdo certo, monitorar os resultados, adaptar-se, aprimorar e manter o foco correto.

Por isso, vamos preferir defini-lo para você como: a atividade de planejamento e gestão especializada no relacionamento com o cliente potencial ideal nas redes sociais, com o objetivo de captá-lo e qualificá-lo. Para isso, é preciso desenvolver uma comunicação direcionada, personalizada e próxima a ele, com o monitoramento e o aprimoramento dos resultados ao longo do tempo.

O que você ganha ao fazer o Social Selling?

O principal benefício de utilizar a estratégia é que a captação e a qualificação dos clientes ficam mais naturais e, em consequência disso, mais efetivas. É um exercício comparável a remar a favor da maré.

Muitas empresas usam as redes sociais para vender. Isso é possível de ser feito. Porém, as pessoas as utilizam para se socializar e entreter-se, não com o objetivo de comprar algo. O Social Selling reúne atividades de relacionamento alinhadas a esse objetivo do usuário, ou seja, segue o mesmo fluxo que ele — daí o exemplo da maré.

Como consequência, sua conversão aumenta, a produtividade é maior, e o nível de engajamento do cliente é muito superior. No lugar de gastar energia tentando convencê-lo, ele escolhe voluntariamente interagir com sua empresa porque essa relação é agradável e útil para ele. Além disso, ela é baseada em uma análise competitiva.

Como fazer Social Selling?

Obviamente, você não vai conseguir alinhar sua estratégia ao comportamento do cliente se não conhecê-lo previamente. Por isso, é preciso definir sua persona e monitorar o seu comportamento, o perfil dela, o nível de engajamento com sua marca, o que ela busca dentro do seu segmento em termos de informação e suas principais dores (problemas), desejos e necessidades.

Com base nessas informações, você precisará produzir e entregar um conteúdo que se encaixe nesse contexto. Ao fazer isso da maneira certa, você estará captando esses potenciais clientes para a sua rede, transformando visitantes eventuais em audiência ativa — leads.

Contudo, nem todos esses leads estão prontos para comprar. Muitos deles nem reconhecem que têm um problema. Por isso, é preciso fornecer conteúdo educativo, conscientizando-os sobre o problema que têm, gerando urgência e vontade de resolvê-lo com o seu produto ou serviço.

Esse processo é chamado de nutrição e tem o objetivo de preparar e qualificar os leads, que é a ação de identificar aqueles que estão prontos para comprar e podem ser abordados pela sua equipe comercial ou estimulados a visitar sua loja — se você atua no varejo.

Como notou, não basta saber o que é Social Selling e como operá-lo. Essa é uma atividade especializada e complexa de gestão do relacionamento. Obviamente, você pode aprender a desenvolvê-la, mas os benefícios e o retorno sobre o seu investimento podem ser muito maiores com a ajuda de uma agência especializada.

Entenda como obter um ganho superior com seu investimento. Leia a postagem: “Saiba como uma agencia digital pode ajudar você a gerar novos negócios” e fique por dentro!

Maria Luiza

Maria Luiza é diretora da Agência Converse, agência digital especializada em Inbound Marketing. Possui certificado Google, Facebook, Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo.

certificacao-hubspot

29 maio

Certificação Hubspot em Inbound Marketing.

A Hubspot é a maior referência em Inbound Marketing, por conta disso, a certificação Hubspot é muito importante para todo o profissional de marketing que deseja trabalhar, ou que já trabalha com Inbound Marketing. As aulas para a certificação Hubspot em Inbound Marketing são bem completas, pois além da metodologia Inbound aborda assuntos como SEO, […]

call-tracking-o-que-e-e-como-funciona

22 maio

Call Tracking, o que é e como funciona

Call Tracking é uma maneira de ter um controle maior sobre a sua equipe de vendas e mensurar o retorno do seu investimento em marketing tradicional (mídia impressa, outdoor, televisão, rádio), pois essas estratégias são mais complicadas de tangibilizar o resultado.  Com essa estratégia, também é possível contabilizar as ligações recebidas através de todas as […]

15 maio

Smarketing: os benefícios de alinhar marketing e vendas

Muitas vezes, as equipes de Marketing e Vendas são times opostos e não compreendem muito bem que a sinergia é fundamental para alinhar as metas dentro de um mesmo funil de vendas. Com o Smarketing, as equipes ficam alinhadas e conseguem trabalhar com uma mesma meta: aumentar a receita da empresa. O que é Smarketing? […]